Seguidores

9.2.07

Gota d'água

"Sempre achei interessantíssima a metáfora gasta da "gota d'água". Nem na minha maior curiosidade infantil cheguei a contar quantas gotas d'água, afinal, cabem num copo. Sei que são muitas. Muitas mesmo. E quem pode imaginar que é uma, apenas uma que irá derrubar todas as outras? Algumas pessoas dizem qu eu faço 'tempestade em copo d'água', mas na verdade, eu faço tempestade em GOTA D'ÁGUA, porque um copo inteiro é muita coisa. Uma gota é o suficiente para tornados e enchentes. Desde que, claro, o copo já esteja cheio. Mas o copo não enche do dia pra noite. E é isso que todos esquecem.
(...)

Um dia a gente se apaixona. Pode demorar pra um, ser frequente pra outro, mas é inevitável: seja por culpa Freud, seja por coração burro, todo mundo, cedo ou tarde, se apaixona. E desapaixona. O primeiro namoro não deu certo, tudo bem, bola pra frente. O segundo também não. Poxa vida, mas o segundo era tão legal... O terceiro... O quarto, o quinto, o sexto o décimo! O que acontece? Isso mesmo, bingo! Gota d'água. Existe alguém na vida de todo mundo que é uma gota d'água. Não é igual a ninguém. Transborda. E depois da tempestade, a única verdadeira bonança de que se tem notícias é a sensação de que mais ninguém sera gota d'água. Terá que se encher outro copo, porque aquele passou do limite. E acho muito difícil alguém querer enfrentar outro copo, depois que um sangrou.

A gente compra uma roseira. Linda, estonteante. Murcha. A gente segue o que diz no rótulo, consulta um jardineiro, compra adubo, mas a bichinha resolve murchar. Compra-se outra. Murcha. E assim vai. Gota d'água? Plantas artificiais.

A gente come carne. Muita e sempre. Dá indigestão. Toma remédio. Vomita. É chamado prum churrasco, tenta ir de leve. Dá no mesmo. Vomita mais ainda. Gota d'água? Virar vegetariano.

A gente casa uma vez, leva chifre. A segunda, chifre de novo. A terceira, mais um pouquinho de chifre. Gota d´'agua? Vira-se gay ou põe-se a pôr chifre em todo mundo.

A gente tem um melhor amigo. Decepciona. Passa o tempo, vem outro. Magoa. Uns anos depois, mais um. Some sem explicação. Gota d'água? Rendemos de homenagem a solidão.

As gotas d'águas são bem mais frequentes do que se imagina. Cada pessoa tem seu ritmo. Talvez seja por isso que um não respeita as gotas d'água do outro. Passei por uma enorme gota d'água agora. Enorme que ninguém entende por que é enorme, pois que imaginaram ser só mais uma gota. Porém, quem foi que disse que a gota d'água também não é só gota? A diferença é que a gota d'água esgota.

Toda gota d'água, assim se chama, por fazer-se gota em nossos olhos.
Lágrimas são, uma a uma, gotas d'água. E quando cada uma pinga no chão, a gente sabe (mesmo que não diga) exatamente por que foi. Não mais me importa que me digam que minhas gotas d'águas são sempre invenção. Se for, foi a última gota d'água inventada. Isso é o suficiente para enxugar as gotas de água que caem dos olhos e esperar que aquela gota d'água, tão forte e única e destrutiva, seque. Sim, só quando uma gota d'água seca, é que estamos preparados para recomeçar a encher o copo (ou o saco, se preferirem...). E isso leva tempo. Muito tempo. Tempo suficiente pra que a gota, agora seca, pudesse ter regado a roseira plantada, que ameaçava murchar..."


(Samelly Xavier)



Achei esse texto num dos muitos blogs que pululam por aí (assim como o meu... hehehehe) e adorei. Tanto que resolvi postá-lo aqui. Demais quando ela diz que "toda gota d'água assim se chama, por fazer-se gota em nossos olhos". Também ando colhendo minhas gotas d'água amiúde, às vezes em lencinhos, outras vezes nas costas das mãos mesmo... Que gotas d'água são o adubo necessário para as nossas roseiras do dia-a-dia: puro espinho no longo inverno, mas que belas rosas na primavera!!!





Gota d'água
(Chico Buarque)

Já lhe dei meu corpo, minha alegria
Já estanquei meu sangue quando fervia
Olha a voz que me resta
Olha a veia que salta
Olha a gota que falta pro desfecho da festa
Por favor
Deixe em paz meu coração
Que ele é um pote até aqui de mágoa
E qualquer desatenção, faça não
Pode ser a gota d'água
Pode ser a gota d'água

Um comentário:

Samelly Xavier disse...

Eu só queria dizer que mania adquirida de pôr meu nome no google (juro que quem fez isso primeiro foi um amigo, e depois uma amiga confessou, e depois um aluno e... virou moda!), mas enfim, lá estava, dentre os links, o seu comentário e o meu texto.
Dizem que os artistas querem fala e reconhecimento. Eu, não. Quero isso: identificação. Coisa que você sentiu num texto meu. Obrigada. E me visite mais vezes, afinal.

Beijos recitados,

Samelly Xavier (escritora, poetisa, professora e, por vezes, cansada de ser gente)

Related Posts with Thumbnails